Primeiras festas após a perda de uma pessoa amada

Depois que alguém próximo a nós morre, não sabemos como vamos nos sentir sem ele nas próximas datas comemorativas.

Isso acontece, seja na primeira refeição, primeiro aniversário ou primeiras festas e feriados. As férias podem ser uma época particularmente dolorosa, pois o mundo inteiro parece desejar que você esteja cheio de alegria. Mas sem o seu ente querido ao seu lado, como você pode comemorar como antes?

O primeiro e mais importante passo é perceber que você não precisa pular de alegria para que as férias sejam significativas. Depois de uma perda, o luto é uma parte saudável da nossa cura. Haverá gatilhos como velhos hábitos, lembranças e histórias que, sem dúvida, trarão dor. Ao experimentar essa montanha-russa de emoções, você está sendo autêntico consigo mesmo. Concentre-se em criar significado para si mesmo nesta temporada de festas, para se sentir mais tranquilo.

Aqui estão algumas ideias e dicas úteis para ajudá-los:

Mantenha os antigos hábitos

Faz todo sentido manter algumas práticas vivas após a perda de um ente querido. Pode ser uma oportunidade de relembrar com a família ou amigos. Embora você sinta a presença de sentimentos opostos, a sensação de que você está revivendo o espírito e o legado deles por meio de suas tradições favoritas pode tornar as festas de fim de ano mais significativas e ajudá-lo a se sentir próximo deles.

Combine novos elementos com antigos hábitos

Para algumas famílias, fazer algumas mudanças nas festividades tradicionais ajuda a lidar melhor com a ausência da pessoa amada.

Por exemplo, se o jantar era em sua casa, pense na possibilidade de fazê-lo na casa de outro familiar este ano. Você pode fazer a sobremesa preferida do seu ente querido e compartilhar lembranças alegres da sua vida com os seus familiares como uma forma de homenagem. 

Outro exemplo, pode ser a confecção de enfeites para decorar a árvore de Natal que honre o seu amor pelo parente que se foi. Reconhecer a perda é saudável e nos lembra que nossos entes queridos estão sempre conosco e que independente da partida, sempre farão parte das nossas vidas.

Desenvolva novos hábitos

Você pode achar difícil e solitário comemorar as festas de fim de ano logo após passar pela perda de um ente querido. As coisas mudaram e as férias nunca mais serão as mesmas. Fazer uma mudança em seus hábitos para marcar esta nova fase pode lhe trazer algum conforto.

Você pode criar novos hábitos e memórias planejando novas atividades. Por exemplo:

  • O voluntariado pode ser uma boa maneira de se sentir conectado e sua ajuda será muito apreciada. Seja voluntário no seu  grupo religioso, abrigo para animais ou abrigo para sem-teto. Procure ajudar uma causa que o seu ente querido tinha apreço.
  • Convide amigos para comer e conversar sobre boas memórias 
  • Veja um filme que seu ente sempre gostou
  • Se você preferir não ficar em casa durante as festas, uma viagem para algum lugar ensolarado e sem aglomerações pode injetar novas energias
  • Mime-se com uma massagem ou qualquer coisa que você goste de fazer e que o ajude a relaxar e se sentir restaurado.

Embora as férias possam ser solitárias, você não precisa se sentir sozinho. Faça um dia de cada vez. Concentre-se em entender quais são suas necessidades e atendê-las. É normal, essas primeiras festas serão diferentes. Mas não precisam ser suportadas sozinhas. Mantenha as memórias de seus entes queridos por perto e conecte-se com outras pessoas. Haverá oportunidades para tornar as festas significativas se você tiver o coração aberto a isso.

Participe de um serviço de memória

Muitas vezes, o coração precisa de ajuda espiritual, seja uma igreja, sinagoga, mesquita ou templo. Caso as dores e dificuldades se agravem, procure ajuda profissional. 

Nós do  Memorial Parque da Cerejeiras  somos especialistas no assunto e disponibilizamos vários meios de informação e ajuda. 

Possuímos grupos de apoio, missas, palestras com psicólogas especializadas no luto e muitas opções de materiais e blog posts sobre o assunto. Confira alguns: 

Deixe uma resposta